O presidente da Associação 25 de Abril disse hoje que “valeu a pena” regressar às comemorações solenes da Revolução, e manifestou esperança de que os atuais Presidente da República, Governo e maioria parlamentar prossigam os valores de abril.

À saída da Assembleia da República, Vasco Lourenço foi questionado se tinha valido a pena regressar às comemorações do 25 de Abril no parlamento, de onde os ‘capitães de abril’ estiveram ausentes durante o mandato do Governo PSD/CDS liderado por Pedro Passos Coelho.

“Valeu a pena, não só pelo discurso do Presidente da República, mas também pelo do Presidente da Assembleia da República e de alguns grupos parlamentares”, afirmou.

Questionado se tem “confiança absoluta” nos atuais Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e primeiro-ministro, António Costa, o presidente da Associação 25 de Abril preferiu salientar a sua esperança.

“Confiança absoluta não tenho em ninguém (…) Confiança sim e esperança muito grande”, disse.

“Estou claramente esperançado que, quer o Presidente da República, quer o Governo, quer a atual maioria possam continuar o 25 de Abril”, acrescentou.

Ainda sobre a sua ausência do parlamento nos últimos anos, Vasco Lourenço sublinhou não ser com prazer que esteve afastado das comemorações solenes do 25 de Abril.

“Simplesmente, constatámos que o poder tinha uma postura anti 25 de Abril e era uma hipocrisia comemorar com esse poder”, justificou.