A coligação Portugal à Frente garante que entregou, esta tarde, um conjunto de propostas a António Costa para que estas sejam discutidas na próxima reunião.

PSD e CDS chamam a estas propostas um "documento facilitador de um compromisso" entre as duas partes "para a governabilidade de Portugal".

"Os partidos da Coligação Portugal à Frente, na sequência do acordado na reunião do dia 9 e no escrupuloso cumprimento do calendário então acertado, fizeram chegar, hoje, pelas 15h50, ao Secretário-Geral do PS o 'Documento facilitador de um compromisso entre a Coligação Portugal à Frente e o Partido Socialista para a governabilidade de Portugal'".

 
PSD e CDS ficam agora à espera que os socialistas agendem a hora da reunião entre as duas delegações, prevista para amanhã.

Recorde-se que, após a primeira reunião entre o PS e a coligação PAF, na sexta-feira, ambos os lados criticaram a ausência de propostas da outra parte.

No final da reunião, o secretário-geral do PS, António Costa, considerou que essa reunião tinha sido "bastante inconclusiva", dizendo que os dois partidos da coligação não tinham apresentado qualquer proposta concreta.

Por sua vez, o presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, declarou que esperava que fossem os socialistas a apresentar propostas concretas e acrescentou que, como isso não tinha acontecido, PSD e CDS-PP iriam então fazer "um exercício um bocadinho mais atrevido" de tentar "selecionar propostas do PS" para debater num próximo encontro.

António Costa esteve esta segunda-feira reunido com o Bloco de Esquerda, tendo Catarina Martins "decretado" o fim do Governo de direita, e o PAN e está a ser  recebido por Cavaco Silva em Belém.