O Presidente da República e o primeiro-ministro portugueses vão ser recebidos pelo chefe de Estado francês, François Hollande, a 10 de junho, em Paris, e no dia seguinte jantam com a seleção portuguesa de futebol.

Esta reunião no Palácio do Eliseu com François Hollande acontecerá logo após a chegada de Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa à capital francesa, às 18:15, e depois os três seguirão para a cerimónia oficial do Dia de Portugal, que decorrerá na Câmara Municipal de Paris, às 19:15.

Nessa cerimónia, que dará sequência às comemorações do 10 de junho iniciadas em Lisboa, o chefe de Estado português fará a sua segunda intervenção a assinalar o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que deverá ser centrada na emigração portuguesa, e haverá também discursos do Presidente francês e da presidente da Câmara de Paris, Anne Hidalgo.

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa vão estar juntos em Paris até 12 de junho, num período que coincide com o início do Campeonato Europeu de Futebol de 2016, em França, e aproveitarão a ocasião para ter um "encontro e jantar ligeiro" com a seleção portuguesa treinada por Fernando Santos.

Segundo o programa da visita do Presidente da República, esse encontro acontecerá no centro de treinos da seleção portuguesa, que fica cerca de 30 quilómetros a sul de Paris, a 11 de junho, três dias antes de Portugal se estrear no Euro 2016, contra a Islândia, em Saint-Étienne.

Na cerimónia oficial do 10 de junho na Câmara Municipal, o chefe de Estado português vai condecorar quatro portugueses residentes na capital francesa que prestaram auxílio a vítimas dos atentados de 13 de novembro em Paris.

No dia 11, haverá novas condecorações, durante a inauguração de um monumento em homenagem a Louis Talamoni, antigo autarca da cidade francesa de Champigny-sur-Marne, nos arredores de Paris, onde milhares de portugueses se instalaram num bairro de lata nos anos 60 e 70.

Depois, o Presidente da República, o primeiro-ministro e o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, vão almoçar com individualidades portuguesas residentes em Paris.

À tarde, Marcelo Rebelo de Sousa prestará homenagem aos militares portugueses que morreram na I Grande Guerra, no Cemitério Militar de Richebourg, situado a 80 quilómetros a leste de Paris.

No dia 12, o Presidente da República e o primeiro-ministro vão estar na festa da Rádio Alfa, e o programa inclui ainda visitas à delegação da Fundação Calouste Gulbenkian, a uma exposição de arquitetura portuguesa e à exposição do pintor Amadeo de Souza-Cardoso que está no Grand Palais.

O Presidente da República vai condecorar em Paris, nas comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, nove personalidades: cinco emigrantes portugueses, uma luso-descendente e três franceses que têm desempenhado um papel junto da comunidade lusa.

Quase sete meses depois de terem prestado auxílio a vítimas dos atentados de 13 de novembro em Paris, Margarida de Santos Sousa, Manuela Gonçalves, José Gonçalves e Natália Teixeira Syed vão ser condecorados com o grau de Dama/Cavaleiro da Ordem da Liberdade.