Rui Rio vai apresentar a sua candidatura à liderança do PSD na próxima quarta-feira. A TVI apurou que a comunicação acontecerá às 18:30 e que Aveiro foi a cidade escolhida.

Esta é a primeira candidatura oficial depois de Passos Coelho ter anunciado que não se recandidata, na sequência dos maus resultados nas autárquicas. 

O antigo presidente da Câmara Municipal do Porto já vinha manifestando, nos últimos meses, a sua intenção de avançar. E, na semana passada, logo a seguir às eleições, Rio reuniu-se com figuras de peso do PSD, em Azeitão, para preparar o avanço e delinear a estratégia a seguir.

A comentadora da TVI, antiga presidente do PSD e ex-ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, pertence ao grupo de barões social-democratas que apoia Rui Rio. 

Para além de Rui Rio, Santana Lopes já deu a entender, num artigo que escreveu, que está a preparar um programa, mas não disse taxativamente que é candidato. 

Hoje, o antigo presidente do PSD Luís Marques Mendes afirmou na SIC ter apurado que Pedro Santana Lopes "está inclinado a avançar" e disse que ele "tomará a decisão entre amanhã [segunda-feira] e terça-feira, o mais tardar".

Havia outros dois nomes na lista de potenciais candidatos, ambos da ala "passista" do P. SD. Um deles era o ex-líder parlamentar Luís Montenegro, que anunciou estar fora da corrida, alegando razões "pessoais e políticas". O outro era o eurodeputado Paulo Rangel, que também declinou, alegando "razões familiares"

Resta saber se o atual provedor da Santa Casa da Misericórdia vai querer disputar a liderança com Rui Rio, ou se mais alguém entra na corrida. Como em outros momentos do passado, Santana poderá fazer crer que sim, que avança, e depois decidir não o fazer. É esperar para ver.

As diretas do PSD serão em dezembro.