O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, felicitou hoje, em Florença, o homólogo britânico reeleito nas eleições gerais de quinta-feira, mas escusou-se a comentar resultados eleitorais.

“Não quero comentar resultados eleitorais, limito-me a cumprimentar o atual primeiro-ministro [britânico]. Felicito-o por esse resultado”, disse Passos Coelho aos jornalistas em Florença, após um encontro com o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, com quem debateu reformas estruturais na Europa e a recuperação económica da União Europeia (UE).


Passos Coelho referiu que David Cameron “desenvolveu uma política de recuperação económica que envolveu também a tomada de medidas bastante difíceis e que não eram nada populares”.

Questionado acerca das sondagens no Reino Unido - que apontavam um empate técnico entre o Partido Conservador britânico e o Partido Trabalhista britânico - o primeiro-ministro português sublinhou que “muitas vezes quando se olhava para as sondagens pensava-se que a penalização poderia ser muito maior do que foi”.

Segundo os resultados oficiais, o Partido Conservador britânico conseguiu a maioria parlamentar elegendo 326 dos 650 deputados nas eleições gerais de quinta-feira no Reino Unido.