O candidato presidencial Cândido Ferreira fez, este domingo, uma participação à Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) e à Comissão Nacional de Eleições (CNE) sobre a desigualdade de tratamento adotado pelas televisões nos debates entre os candidatos.

Cândido Ferreira apresentou também uma participação ao Conselho de Opinião da RTP, ao Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas e à Comissão da Carteira Profissional dos Jornalistas.

A candidatura de Cândido Ferreira considera “desigualitários e antidemocráticos” os critérios adotados pelas televisões RTP, SIC e TVI para os debates entre os candidatos às eleições presidenciais de 24 de janeiro.

Na sexta-feira, Cândido Ferreira abandonou em direto o debate televisivo, na estação TVI24, por discordar do modelo imposto, considerando-o discriminatório no tratamento e tempo de antena dado a todos os candidatos à Presidência da República.