“Seria uma obscenidade política se o próximo Governo viesse, por absurdo, a ser liderado por quem perdeu as eleições. Quem perde as eleições não pode governar o país”, afirmou Pires de Lima, quando questionado pelos jornalistas sobre como via as aproximações entre PS e PCP, depois dos resultados das legislativas de domingo.