A economia chinesa registou no terceiro trimestre deste ano o mais baixo crescimento desde o pico da crise financeira internacional (6,9%), mas dentro da meta do governo chinês para 2015, "cerca de 7%".

Entre junho e setembro, o Produto Interno Bruto chinês aumentou para 48,78 biliões de yuan (6,75 biliões de euros), anunciou hoje o Gabinete Nacional de Estatísticas da China.

Trata-se de uma queda de 0,1%, face à taxa registada no trimestre anterior, indicou a mesma fonte, e um decréscimo de 0,5 pontos percentuais, em termos homólogos.