Augusto Santos Silva critica as instituições europeias por já estarem a falar sobre um novo programa para Portugal e revela que «toda a gente» está à espera que o TC declare a não constitucionalidade da convergência das pensões.

«Ninguém sabe o que vai acontecer depois do resgate. EEstarem a falar e dizerem coisas diferentes não contribui em nada para credibilidade das autoridades e para a confiança dos mercados», afirmou, na TVI24.