Paulo Rangel acredita que a expulsão de António Capucho do PSD foi «uma decisão política» que pode ser alterada.

«Não acho que seja irreversível», afirmou, no programa Prova dos 9 da TVI24.

Já Francisco Assis disse que este caso confirma que «está na altura dos partidos reverem a forma como estão organizados», porque «as decisões em relação aos candidatos são tomadas por um número muito reduzido» de dirigentes.