TVI









«politica e moralmente censurável».

«Jamais devia um político aceitar, mesmo de um amigo pessoal, que preside a um grupo, dinheiro emprestado, sendo certo que esse grupo ganhou vários concursos, várias adjudicações, no período em que José Sócrates governou», afirmou.