A eurodeputada Ana Gomes defendeu a intervenção do Estado na Portugal Telecom (PT), e não colocaria de parte uma possível nacionalização da empresa, ainda que saiba que este Governo não o fará.

No programa «Política Mesmo», em debate com o deputado do PSD Carlos Abreu Amorim, Ana Gomes disse que a intervenção do Estado é necessária para evitar que a PT continue com uma gestão «desastrosa» como até aqui.

«Não sei se seria um caso de nacionalização, penso que neste momento era capaz de ser e nunca será feito por este Governo, (…) mas o que é fundamental é que a PT não continue a ter uma gestão desastrosa como teve neste último tempo com Zeinal Bava e [Henrique] Granadeiro.

Surpreendido pelas declarações de Ana Gomes, Carlos Abreu Amorim criticou a posição da eurodeputada uma vez que o último Governo (socialista) sempre apoiou e «acarinhou» os então representantes da PT, Zeinal Bava e Henrique Granadeiro.

«Como é possível dizer isso? Dois amigos, dois “filhos diletos” do Governo anterior, acarinhados, apaparicados (…) e a sra. dra. vem aqui falar do dr. Zeinal Bava e dr. Henrique Granadeiro? Haja coerência. A atual argumentação do Partido Socialista faz lembrar a velha rábula do indivíduo que mata os pais e depois vai a tribunal pedir clemência porque é órfão», ironizou Carlos Abreu Amorim.