Heloísa Apolónia vai estar frente a frente com Paulo Portas, num debate que à partida seria entre Jerónimo de Sousa e Passos Coelho. Para a comentadora da TVI24 Constança Cunha e Sá, "a CDU jogou bem".

"À pala do debate que houve sobre os debates, [os partidos que compõem coligações - CDS (com o PSD) e Os Verdes (com o PCP) - conseguiram fazer parte do conjunto de debates. A CDU jogou bem. Se, de facto, Passos Coelho pode fazer-se substituir no debate com jeronimo de sousa pelo seu número dois, é evidente que Jerónimo de Sousa tem esse direito e fazer-se substituir por Heloísa Apolónia, o que tenta desvalorizar, de certa forma, a figura do vice-primeiro ministro"


Constança Cunha e Sá defendeu, depois, que "o debate sobre os debates foi medíocre" e mostra o nível do debate político em Portugal.

"É absolutamente inacreditável que os partidos que aprovaram há pouco tempo uma ei não se entendam sobre a lei que aprovaram. Neste ponto, quem tem razão é de facto o PS e o PCP. Não vejo razão para que coligação [Portugal à Frente] se apresente junta aos portugueses e depois queira apresentar-se em separado na televisão", defendeu.

Pela negativa, neste "Sobe e desce", destacou o secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, a propósito do ajuste direto que será feito na concessão dos transportes públicos do Porto.

"Mandava o mais elementar bom senso que isto fosse adiado para depois das eleições. Custa-me a perceber como é que um govero que não conseguiu conduzir o processo a bom porto num ano, agora pretenda fazê-lo em 12 dias. Cheira tudo mal"