Augusto Santos Silva acusa o Governo de estar a gastar mais dinheiro com a Saúde e a prestar «um pior serviço» aos portugueses. No programa da TVI24 «Política Mesmo», o professor Universitário reafirmou que a política de austeridade é desadequada.
 
«A responsabilidade política pelo caos que se vive hoje nas urgências e nos hospitais é do ministro da Saúde, mas isso não quer dizer que a culpa seja dele. Mais importante é nós pensarmos todos como é que estamos hoje a gastar mais dinheiro com a Saúde, prestando pior serviço, exatamente porque a isso nos conduz uma política orçamental e uma visão da política orçamental dita austeritária que é absolutamente estúpida e contraproducente nos seus objetivos», considerou o comentador da TVI24.
 
Por isso mesmo, «as respetivas responsabilidades devem ser atribuídas mais ao primeiro-ministro e à ministra das Finanças do que propriamente ao ministro da Saúde». Já que «essas restrições fazem com que tenha sido interrompido um processo de desenvolvimento de política pública de saúde correta».
 
Assim, Augusto Santos Silva alerta que é preciso «apostar mais nos cuidados de cuidados primários, designadamente nas unidades de saúde familiares, evitando que as urgências fossem a porta de entrada para tanta gente no sistema de saúde». Mas é necessário apostar também «nas unidades de cuidados continuados», fazendo com que fiquem nos hospitais apenas os «doentes agudos».