Sócrates «é um pouco sem dinheiro e sem televisões, como Berlusconi em Itália», ou seja, «só morto é que se cala».




E, de repente, já não se está a discutir a substância da coisa, está-se a discutir o tratamento que lhe é dado. A forma da coisa».

«Mário Soares é um afetivo e está naquela fase da vida em que a pessoa diz exatamente tudo o que pensa, sem filtros»






 
As «ondas políticas são mais fortes dentro da cadeia do que fora da cadeia», frisa o comentador.






juiz Carlos Alexandreinfelizes» as intervenções do ex-PGR, Pinto Monteiro