“[Reconheço] Sim, sem dúvida. Por exemplo, lembro-me que quando houve a recapitalização do BPI e do BCP e também, em 2012 – foi tudo em 2012 – do Banif, um plano de reestruturação, na altura disse, no começo de 2013, que me parecia que ia funcionar bem qualquer destas medidas. Ora, a realidade mostrou que funcionou bem no BCP, funcionou bem no BPI, mas não funcionou no Banif.






“Há uma tendência em termos de credibilidade de intenção de voto que aponta para uma possível eleição à primeira volta e, não sendo assim, estou convencido, a uma segunda volta. E por isso, disse várias vezes, estou convencido, olhando para a realidade já existente, que tenho condições para ganhar à primeira volta e de ganhar à segunda volta.


"O Presidente vai ter de cerzir tecidos que estão muito deslaçados, vai ter de cicatrizar feridas, vai ter de fazer pontes, vai ter de manter, quer no plano político, quer no plano de coesão social, a concertação social."