logotipo tvi24

«O problema vai ser a execução deste orçamento»

Comentário de Marcelo Rebelo de Sousa na TVI

Por: Redacção    |   2010-11-01 03:59

No habitual comentário que faz aos domingos na TVI, Marcelo Rebelo de Sousa comentou o acordo entre o Governo e o PS para a aprovação do Orçamento do Estado para 2011.

Salientando que foi «obtido a ferros» e «com recriminações de parte a parte ou pelo menos com reservas de parte a parte», o comentador considera que «o problema vai ser a execução deste orçamento».

O professor recordou que o próximo ano será mais «marcado» do que os anos anteriores pelo facto do documento de 2012 ter de ser votado em dois momentos: «Em Abril, quando se votar no Parlamento o PEC, que tem as grandes linhas que vão a Bruxelas, e que inspirarão o orçamento e, depois, no fim do ano, o Orçamento».

«Em Abril, conforme tiver sido a execução do Orçamento, aí o PSD viabilizará ou não o PEC. Em Abril, já Cavaco já pode dissolver o Parlamento», frisou.

Para Marcelo Rebelo de Sousa, o acordo entre o Governo e o PSD trata-se de um «triunfo praticamente completo de Eduardo Catroga em relação ao PS e a Teixeira dos Santos»: «Invertendo a lógica da negociação, terminando com o PS entalado e o PSD numa de ainda poder cantar vitória em termos de desagravamento da situação dos portugueses».

«O PS subavaliou por outro lado a figura de Catroga. Quem provocou a ruptura foi o PS», disse. «O PS rompeu porque descobriu que estava a ser levado à certa».

«Nada é previsível»

No seu comentário, Marcelo Rebelo de Sousa falou ainda sobre Cavaco Silva, dizendo que, no contexto actual, é o único elemento de previsibilidade do país.

«O que nos temos hoje em Portugal é que nada é previsível. Não é previsível se este Governo dura mais um ano ou mais um ano e meio. Não é previsível qual é o resultado das eleições, embora se comece a perceber alguma coisa. Não é previsível que tipo de Governo sai a seguir. Não é previsível como é a recuperação da nossa economia e das finanças. A única coisa previsível é aquele homem», disse.

Veja os vídeos associados

Partilhar
EM BAIXO: Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa

«Se António Costa for primeiro-ministro é mais fácil o TC deixar passar»
Comentário de Marcelo Rebelo de Sousa no «Jornal das 8» da TVI
«Governo deve ter boas notícias» no Constitucional
Marcelo Rebelo de Sousa critica «pressão tosca» do PSD sobre os juízes do Palácio Ratton
«Informação privilegiada para acionistas do BES terá partido de Bruxelas»
Comentário de Marcelo Rebelo de Sousa no «Jornal das 8» da TVI
EM MANCHETE
RSI chega a menos 45 mil portugueses
Dados do Instituto da Segurança Social mostram uma quebra de 17,3% em relação a julho de 2013
Mais de 1,1 milhões de crianças receberam abono de família
«Temos concursos abertos num valor sem precedentes»