Política Mesmo”,TVI24,

“O PS disse uma coisa extraordinária, que o défice não implica em nada as contas que tinham feito no sue programa económico. Não consigo perceber como não tem. O programa socialista é sério, mas Costa não pode criticar e depois dizer que não tem efeito nenhum nas minhas contas”




absolutamente desajustado à situação

“O dinheiro do Fundo de Resolução já estava registado na dívida, porque fazia parte do empréstimo que foi feito na altura da troika. Mas como em 2014 o dinheiro que estava ali por empréstimo saiu deste bolo e entrou noutro e não foi recuperado em 2014, vou ter de registar a saída, mas não tem efetivamente implicações reais na divida e no défice”.

 
“Prefiro Tsipras ao presidente húngaro”



“Os radicalismos começam a surgir. A construção do muro na Hungria é de tal forma chocante. E espanta-me que ninguém o critique, tenho a sensação que o Syriza está mais na boca do mundo. O presidente da Hungria representa aquilo que não é o ideal europeu”