Manuela Ferreira Leite saudou o programa  de compra de dívida do Banco Central Europeu e criticou os defensores das políticas de austeridade.
 

«A atitude de Mario Draghi é uma vitória da evidência. Era evidente que a política que a Europa estava a seguir teimosamente não dava resultados e que alguma coisa tinha de ser feito de diferente. Insistir no mesmo é sinal de pouca inteligência».

 
Para a comentadora da TVI24, no caso de Portugal, era mau estar «numa situação de esbanjamento irresponsável», mas também não é bom defender uma «forretice doentia».
 

«É tão mau uma família que esbanja irresponsavelmente a fortuna que tem, como uma família com uma forretice doentia, porque acaba por morrer de fome ou de frio para não gastar dinheiro».

 
Ferreira Leite acredita que o Governo de Passos Coelho vai ter de aproximar-se às medidas do BCE.
 

«O Governo, neste momento, mantém um discurso semelhante Merkel, mas Angela Merkel provavelmente vai ter também de subjugar-se aos efeitos na Europa destas medidas. Este tipo de medidas pode não ser suficiente, mas é seguramente necessário. Nenhum Governo responsável pode abdicar de alinhar nas medidas do resto da Europa».