"O que é inacreditável é haver pessoas a dizer assim: o Governo eleito pelo voto do povo foi derrotado pelo voto dos deputados. O que é isto? É que voto do povo só há um: são os deputados. Não há outro. Quer dizer, as legislativas elegem um parlamento que é soberano, portanto, o único voto do povo que há é a interpretação que cada deputado faz do mandato que recebeu".


"O primeiro-ministro sabe que não é possível dissolver o parlamento. O parlamento é indissolvível do ponto de vista constitucional. Revisão constitucional também não pode haver porque nenhum dos outros partidos está disponível para uma revisão constitucional na maneira como ele a propõe".