No programa desta segunda-feira, Olhos nos Olhos, Medina Carreira considerou que uma das «desgraças» de Portugal está na «gente» que se instalou nos partidos e «foi por ali andando». Já Rui Ramos, convidado do programa, defendeu que a sociedade já percebeu que os melhores não estão na política.

«Você vê ai dirigentes políticos e não sabe o que eles fazem, do que é que eles vivem. Estavam sentados lá na plateia da Assembleia da República há 10 ou 15 anos e que agora são dirigentes políticos. Esta é uma das desgraças do país. Essa gente instalou-se dentro dos partidos e foi por ali andando», disse Medina Carreira.

«Quem se dedica à vida política por inteiro deixaram de ser os melhores, deixaram de ser os mais qualificados, os melhores e a sociedade apercebeu-se disso», considerou, por sua vez, Rui Ramos.