Constança Cunha e Sá criticou as candidaturas dos professores à bolsa de contratação de escola, cujo concurso foi prolongado até esta sexta-feira devido a um problema informático.

«Obrigam os professores a concorrer não se sabe a quê (...) É possível ser-se tão incompetente assim?», questionou.

Para Constança, «o Ministério da Educação transformou-se num cancro, que convinha ser eliminado, no sentido político, rapidamente».