Constança Cunha e Sá considera que a marcação da prova de avaliação dos professores com apenas três dias úteis de antecedência mostra que «este não é um Governo sério».

«Mostra uma enorme falta de respeito com os professores, diretores e com o funcionamento das escolas», afirmou, na TVI24.

A comentadora acrescentou que «esta habilidade» serviu apenas para evitar que os sindicatos marcassem uma greve, «que é um direito constitucional».

«Isto mostra que o Governo é capaz de usar esquemas manhosos para iludir a própria lei», concluiu.