Constança Cunha e Sá acredita que a sondagem TVI, Público e TSF “vai dar amargos de boca à maioria e algum otimismo ao PS”, considerando que a previsão, apesar de ainda estar longe do cenário de maioria absoluta, é boa para os socialistas, tendo em conta as últimas sondagens divulgadas.

“É uma boa sondagem para o PS, que surge depois de outras sondagens que até deram o empate técnico entre o PS e a coligação. Dá ao PS cinco pontos à frente do PSD, mas está longe da maioria absoluta.”


A comentadora da TVI24 destaca uma das conclusões inferidas a partir desta sondagem: o facto de, caso não haver maioria absoluta, haver “um número significativo” (33%) que prefere um governo de esquerda. Constança Cunha e Sá salientou, sobre este ponto, as posições diferentes entre o PS e os partidos mais à esquerda, particularmente na abordagem da situação da Grécia.

“Sem governo maioritário há 36% que escolhe um bloco central e, aqui um dado que é novo, 33% que defende um governo de esquerda. É significativo o número de inquiridos que se pronuncia a favor de um governo de esquerda.”


Outro dado que Constança Cunha e Sá fez notar foi o facto de uma grande maioria dos inquiridos considerar que a situação do país está pior agora do que há quatro anos e que o Governo agiu mal, mas haver muitos que também pensam que a oposição não apresentou propostas melhores.

“A grande maioria acha que o país esta melhor e que o Governo não agiu bem. Quando se pergunta aos inquiridos sobre a oposição 68% diz que a oposição não apresentou propostas melhores.”