Constança Cunha e Sá apontou uma «contradição» no Governo sobre os sinais positivos da economia e a austeridade da troika.

A comentadora sublinhou que o Governo por um lado culpa a troika pela austeridade e «quer correr» com os credores internacionais, mas por outro diz que «está tudo a correr bem» graças a essas medidas.

«Se o programa é um sucesso, então temos de agradecer à troika», ironizou.