Constança Cunha e Sá considera que a prova dos professores «não faz sentido nenhum» e que esta quarta-feira «foi um fiasco a todos os níveis».

«Houve alguns excessos nas manifestações, mas o ministro Nuno Crato é o grande derrotado do dia», disse.