Constança Cunha e Sá criticou, esta quarta-feira na TVI24, as declarações do Presidente da República sobre a situação da Grécia. Cavaco Silva afirmou que os portugueses já emprestaram dinheiro à Grécia e que, apesar da solidariedade ser necessária, também o é a responsabilidade. Para a comentadora da TVI 24, o discurso de Cavaco Silva foi «mesquinho» e de «um provincianismo tremendo».

«Se calhar o Presidente da República não percebe que 25% dos gregos vive no limiar da pobreza e que não há nenhum economista que considere que aplicar a austeridade em cima de um país que está deprimido resulte.»


A comentadora da TVI24 referiu que as declarações do chefe de Estado português revelam um «alinhamento total com o governo» e que «se já era constrangedor ouvir as declarações do governo sobre a Grécia, é ainda mais constrangedor ver o Presidente da República a embarcar neste tipo de discurso».

«Não cabe a um Presidente da República alinhar totalmente com o discurso do governo e alienar todos os portugueses que pensam de forma diferente.»


Constança Cunha e Sá foi mais longe e afirmou que Cavaco Silva já se demitiu das suas funções há muito tempo.

«Há muito que o Presidente da República se demitiu do seu papel e das suas funções.»