Constança Cunha e Sá criticou o Presidente da República por não ter defendido o consenso na recondução de Carlos Costa como governador do Banco de Portugal e ter “ignorado olimpicamente” as conclusões da comissão de inquérito ao caso BES/GES.
 

“Cavaco Silva ignora olimpicamente a Assembleia da República e a comissão de inquérito ao caso BES e manda os deputados estudar.”


A comentadora considera que Cavaco Silva “desistiu” de ser Presidente da República para se tornar “uma espécie de porta-voz do Governo”.
 

“Todas as posições defendidas pelo Governo são depois seguidas pelo Presidente da República.”