Constança Cunha e Sá disse, esta quinta-feira, que a coabitação no Governo, entre o PSD e o CDS, «não está fácil». Na TVI24, a comentadora sublinhou que a questão da reposição do feriado de 1 de Dezembro, que está a dividir os dois partidos, é um dos «pormenores» que revelam a má condição de saúde da coligação governamental.

«Nós temos, neste momento, um Governo que não está de todo a governar. A única coisa que tem na ideia são as eleições legislativas e em que cada partido vai procurando preservar o seu espaço de manobra e Paulo Portas é perito nessas matérias», afirmou a comentadora no espaço de análise nas «Notícias às 21:00».


Para Constança Cunha e Sá, o que o episódio da reposição do feriado de 1 de Dezembro revela é o estado de saúde da coligação, «que é uma saúde que não se recomenda».

«Não sei como é que esta gente vai fazer um programa comum de Governo (…), se forem coligados. Mas não é por acaso que a questão da coligação e de irem juntos às eleições vai sendo sucessivamente adiada (…). De facto, a coabitação entre os dois partidos não está fácil e isto vê-se nestes pequenos pormenores», rematou.