Augusto Santos Silva considera que o êxito dos gregos será benéfico para Portugal, mas o fracasso também pode trazer consequências negativas para os interesses nacionais.

«Portugal tem todo o interesse, mas mesmo interesse crítico, em que não haja rutura entre a Grécia e a restante zona euro, porque essa rutura pode ter consequências negativas sobre a situação portuguesa», afirmou Santos Silva.
 
O comentador do programa «Política Mesmo» diz que está na altura da Europa aceitar discutir novas perspetivas para combater a crise.

Com ou sem acordo, Augusto Santos Silva defende ainda que o novo governo helénico já tem o mérito de ter aberto novas frentes de discussão para enfrentar a crise das dívidas soberanas, na europa.
 
O comentador TVI considera que o governo grego tem vindo a moderar o discurso, ao contrário da Alemanha que mantém uma atitude radicalmente intransigente.

«Não é só a voz da Alemanha que se está a fazer ouvir», afirmou o comentador.