Augusto Santos Silva considera que a «melhor coisa» que pode acontecer ao Partido Socialista é os atuais partidos do Governo seguirem coligados para as próximas eleições legislativas.

No programa «Política Mesmo» da TVI24, Santos Silva disse, ainda, que a coligação entre PSD e CDS não está em questão, e só não foi anunciada, porque os dois partidos ainda estão a decidir os termos do seu «acordo pré-nupcial».

«A melhor coisa que pode acontecer ao Partido Socialista é o PSD e o CDS irem [para eleições] coligados. O PSD está a alegar que tem sondagens que mostram que a diferença entre o que vale hoje o PSD e o que vale o CDS é maior do que os resultados em 2011 e, portanto, está a ideia que este casamento de conveniência está a ser sucessivamente adiado, não porque os noivos tenham perspetivas diferentes sobre a sua vida em comum, mas porque estão a discutir apenas os temos do acordo pré-nupcial».


No seu comentário semanal, Santos Silva aproveitou, ainda, para criticar a Agência para o Investimento e Comércio Externo, que considera estar a ajudar na campanha eleitoral pelo Governo.

«AICEP, a Agência para o Investimento e Comércio Externo, neste momento é o palco da campanha eleitoral do dr. Passos Coelho e do dr. Paulo Portas. Reproduzem-se como coelhos os números, as sessões de propaganda política em torno de mirificas, mudanças de clima económico em Portugal, de extraordinárias conquistas do nosso setor exportador, de vitalidade do crescimento da nossa economia que são organizadas pela AICEP, e por outros organismos da administração pública, e que basicamente fazem parte da campanha eleitoral do governo».