Medina Carreira considera que a «redução de despesas é insuficiente» no Orçamento do Estado para 2015, culpando tanto o Governo como a oposição, e ainda o Tribunal Constitucional.

Nas contas do comentador da TVI24, o Governo prevê um total de 86 mil milhões de despesa pública no próximo ano, um número ligeiramente acima do nível de despesa que deverá ser alcançado em 2014.

«As despesas não estão a ser suficientemente atacadas», resumiu.

Segundo Medina Carreira, a maioria destas despesas destina-se ao «pessoal e prestações sociais», porque «é o que rende votos aos partidos e é aqui que se gasta dinheiro».

«O nível de despesa pública não é financiável com a nossa economia. Para manter esta despesa, precisávamos de ter um PIB de 200 mil milhões, que precisava de ser 25 mil milhões mais alto do que é. E, para passar para esses 200 mil milhões, precisávamos de crescer 3% durante 5 anos», concluiu.