O produtor e diretor de fotografia Fernando Costa, fundador da Cinemate, morreu nesta quinta-feira, aos 79 anos, em Lisboa, em consequência de doença prolongada, disse à agência Lusa fonte daquela empresa cinematográfica.

Fernando Costa morreu poucos meses depois de ter sido distinguido, em maio, pela Academia Portuguesa de Cinema, com um prémio Sophia de carreira.

Fundador da Cinemate em 1965, uma das mais antigas empresas portuguesas de estúdios e equipamentos cinematográficos, e também de produção de cinema e televisão, Fernando Costa foi chefe electricista, operador de câmara, diretor de fotografia e produtor.

"A história de Fernando Costa confunde-se com a história do cinema português dos últimos sessenta anos", afirma a Academia Portuguesa de Cinema.

Passou pela Tóbis, durante mais de uma década filmou para o Atualidades, o noticiário que era exibido no cinema, antes dos filmes, e trabalhou com realizadores como Perdigão Queiroga, Henrique Campos, Jesus Franco, Francis Ford Coppola, Fernando Vendrell e Franklin Schaffner.