A Ford revelou agora que aprovou o uso do exoesqueleto EksoVest nas suas fábricas, para proteger a saúde dos trabalhadores.

Depois de ter realizado uma série de testes deste novo exoesqueleto denominado EksoVest em duas das suas fábricas nos Estados Unidos, a fabricante anunciou que o uso deste mecanismo vai ser alargado a 15 fábricas da marca em todo o mundo.

O objetivo da Ford é, claro, permitir que os trabalhadores executem as suas tarefas salvaguardando a saúde, até porque alguns trabalhadores das linhas de montagem repetem os mesmos movimentos cerca de 4.600 vezes por dia.

O EksoVest é um mecanismo de suporte dos membros superiores, que tem a finalidade de ajudar o trabalhador na realização de movimentos acima da linha da cabeça e que foi desenvolvido para ser utilizado por trabalhadores com uma altura entre 152 e 193 cm, e mesmo sem utilizar motor, o mecanismo de molas consegue disponibilizar uma força extra de entre 2,3 a 6,8 kg por braço.

A utilização deste EksoVest da Ekso Bionics por trabalhadores de duas fábricas da Ford nos Estados Unidos ajudou a aprimorar a tecnologia antes da empresa expandir agora a sua utilização a todas as fábricas da marca, diminuindo assim o impacto físico sobre os funcionários durante o processo de montagem de um veículo, bem como reduzindo o risco de lesões.