Sergio Marchionne faleceu aos 66 anos num hospital de Zurique, onde estava internado.

O ex-presidente do grupo Fiat Chrysler Automobiles (Fca) e da Ferrari não resistiu ao agravamento do seu estado de saúde após complicações que se seguiram a uma recente operação ao ombro direito.

Marchionne assumiu a liderança da Fiat em 2004 e era reconhecido como o gestor que salvou o grupo italiano da falência. Mas não ficava pela Fca. O italiano foi presidente e diretor executivo da Ferrari gerindo a marca italiana na estrada e na pista, nomeadamente na Fórmula 1, para onde queria fazer regressar também a Alfa Romeo

Sergio Marchionne foi substituído das suas funções no passado fim de semana depois do agravamento do seu estado de saúde.