A Uber decidiu terminar o programa de testes com veículos autónomos no estado do Arizona (EUA), onde um peão foi atropelado mortalmente em Tempe no passado mês de março.

A noticia foi avançada pelo «AZ Central» segundo um comunicado da Uber ficando a saber-se que a empresa comunicou o termo das funções a cerca de três centenas de trabalhadores do programa de veículos autónomos no Arizona.

A empresa suspendeu todos os testes nos EUA por sua iniciativa, mas também o governador do Arizona determinou a suspensão da circulação dos carros autónomos no estado enquanto decorresse a investigação sobre Tempe.

As autoridades policiais já concluíram o relatório sobre o acidente, mas ainda não o revelaram pois consideram que o caso ainda é uma “investigação ativa”, numa citação do «AZ Central».

No início deste mês, a Uber apontava para um problema no software no que respeita à programação como causa provávelpara o acidente fatal.

Os testes no Arizona são agora definitivamente abandonados, mas o programa será retomado noutros pontos dos EUA, de acordo com o comunicado da Uber: “Estamos empenhados na tecnologia de veículos autónomos e aguardamos por regressar às vias públicas no futuro próximo. Por enquanto, mantemo-nos focados na nossa revisão da segurança de uma ponta a outra.”