logotipo tvi24

Vocalista dos Charlie Brown Jr morre aos 42 anos

Chorão foi encontrado sem vida no seu apartamento em São Paulo. Polícia está a investigar a causa da morte

Por: Redacção    |   2013-03-06 15:55

O músico Alexandre Magno Abrão, conhecido como Chorão, que era vocalista da banda brasileira Charlie Brown Jr., foi encontrado morto esta quarta-feira no seu apartamento, em São Paulo, escreve a agência Lusa.

De acordo com o jornal «O Estado de São Paulo», Chorão foi encontrado inanimado no seu apartamento, no bairro de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, pelo motorista da banda.

Os serviços de emergência médica foram acionados, mas quando chegaram ao local, o músico já estava morto.

A causa da morte ainda não foi divulgada e o caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa.

Chorão, que iria completar 43 anos no dia 9 de abril, estava à frente da banda Charlie Brown Jr. há 15 anos. O grupo de rock brasileiro lançou dez álbuns e conseguiu ter muito sucesso com as suas músicas.

De acordo com o site de notícias G1, o vocalista também foi o autor dos argumentos dos filmes «O Magnata» (2007), realizado por Johnny Araújo, e «O Cobrador», ainda em produção.

Como empresário, administrou marcas de skate, como a DO.CE, e ajudou na realização de grandes eventos de skate no Brasil, além de manter o espaço Chorão Skate Park, na cidade de Santos, desde 2006.

A morte de Chorão, considerado um dos mais polémicos cantores do cenário musical brasileiro, é um dos assuntos mais comentados nas redes sociais no Brasil e no mundo, de acordo com o jornal «O Estado de São Paulo».



Partilhar
EM BAIXO: Charlie Brown Jr.
Charlie Brown Jr.

Rock in Rio: 10 anos e a querer «ficar para sempre»
Organização do festival fala de projetos para o futuro
Miley Cyrus hospitalizada com «grave reação alérgica»
Concerto no Kansas cancelado, cantora parece estar a recuperar bem
Miley Cyrus mostra o peito no Twitter
Os mamilos aparecem tapados por estrelas
EM MANCHETE
Pensionistas não vão ficar mais penalizados do que já estão
Garantia foi dada pela Ministra das Finanças que remeteu para o final do mês mais detalhes sobre a matéria
Cavaco exige que Governo diminua sacrifícios
Estado impedido de comprar carros superiores a 61.100 euros