A Porsche admite que a atual geração de motores a gasóleo, utilizados no Macan, Cayenne e Panamera, poderá vir a ser a última. A aposta serão os elétricos.

“É claro que estamos a analisar esta questão [de acabar com o diesel], mas ainda não tomamos uma decisão”, afirmou o presidente da marca alemã, Oliver Blume.

O primeiro passo para a mudança de filosofia já está a ser dado e passa pelo lançamento da berlina elétrica Mission E, com chegada prevista para 2019. O projeto envolve um investimento que ascende a mil milhões de euros.

Para o efeito, está a ser desenvolvida uma plataforma específica, para já conhecida pelo nome de código PPE, juntamente com a Audi, para vários modelos eletrificados.

O CEO da Porsche garante que a marca vai oferecer nos próximos 10 a 15 anos uma mistura entre veículos com motores de combustão, híbridos plug-in e carros totalmente eléctricos, mas que até 2020 decidirá se o diesel tem futuro na fabricante.

Esta mudança de filosofia surge depois das autoridades alemãs terem dado início a uma investigação devido ao eventual uso de um dispositivo que permite manipular as emissões de NOx no Cayenne.