Beyoncé, Solange e Jay Z comunicaram, na quinta-feira, que resolveram a discussão que se tornou pública após a divulgação de um vídeo, no dia 13 de maio, em que a irmã de Beyoncé aparece a agredir o cunhado.



Em comunicado exclusivo para a Associated Press, os músicos falaram pela primeira vez publicamente da briga. Os três afirmam que Solange e Jay Z «assumiram as suas responsabilidades» e «pediram desculpas um ao outro». O texto não revela o motivo da discussão, mas nega boatos de que Solange Knowles estivesse bêbada e refere que «as famílias têm problemas e nós não somos diferentes».

Leia o comunicado na íntegra:

«Como resultado da divulgação pública das imagens de segurança do elevador de segunda-feira, 5 de maio, houve uma grande especulação sobre o que provocou o incidente infeliz. Mas a coisa mais importante é que a nossa família tem trabalhado sobre ele. Jay e Solange assumem cada um a sua parcela de responsabilidade pelo que ocorreu. Ambos reconhecem o seu papel neste assunto privado que foi tornado público. Ambos pediram desculpas um ao outro e seguimos em frente como uma família unida. Os relatos de Solange estar embriagada ou exibir um comportamento errático durante toda aquela noite são simplesmente falsos. No final de contas, as famílias têm problemas e nós não somos diferentes. Amamo-nos uns aos outros e acima de tudo, somos uma família. Deixámos isso para trás e esperamos que toda a gente faça o mesmo».

Funcionário demitido

O Standard Hotel, em Nova Iorque, local da discussão entre o cantor Jay Z e a cunhada Solange Knowles informou, na quinta-feira, que identificou e demitiu o funcionário que divulgou o vídeo da agressão num elevador.

A direção do hotel referiu que a pessoa responsável por ceder as imagens ao site TMZ foi denunciada por «violar as políticas de segurança do hotel e gravar o vídeo confidencial do circuito interno de TV». O mesmo hotel acrescentou que «todas as informações foram disponibilizadas às autoridades criminais».