Lady Gaga foi escolhida como uma das Mulheres do Ano pela revista «Glamour». A publicação norte-americana destaca a audácia e irreverência de uma cantora que é responsável por campanhas anti-bullying através da sua fundação, a Born This Way Foundation.

À «Glamour», Gaga disse que, apesar de ter sido uma das escolhidas para a lista Women of the Year 2013, a sua maior heroína é uma das suas próprias fãs, Emma Carroll, que sofre de paralisia cerebral. Lady Gaga pagou pela cirurgia à anca da jovem de 19 anos «que agora consegue fazer coisas que ela nunca pensou poder fazer».

A gala dos prémios para as Mulheres do Ano realizou-se na noite de segunda-feira, em Nova Iorque, e, para além de Lady Gaga (que se apresentou pálida, de peruca descolorada e vestido branco), contou também com a presença de outras das distinguidas pela revista «Glamour».

A adolescente paquistanesa e ativista dos direitos das mulheres Malala Yousafzai, a surfista Carissa Moore, e a cantora e atriz Barbra Streisand foram outras das mulheres premiadas.