Editora sobe preços de discos de Whitney Houston

Sony Music já pediu desculpa pelo «erro» cometido na loja britânica do iTunes horas após o anúncio da morte da cantora

Por: Redação / JCS    |   15 de Fevereiro de 2012 às 17:11
A editora Sony Music pediu publicamente desculpa por ter subido os preços de duas colectâneas de êxitos de Whitney Houston apenas algumas horas após o anúncio da morte da cantora, no sábado.

Durante algumas horas, na loja britânica do iTunes, «The Ultimate Collection» aumentou três libras para 7,99 libras (cerca de 9,60 euros), enquanto que «Whitney: The Greatest Hits» viu o preço subir de 7,99 libras (9,60 euros) para 9,99 libras (11,99 euros).

«Os preços dos produtos de Whitney Houston foram erradamente alterados na loja britânica do iTunes, no domingo. O erro foi prontamente corrigido assim que foi descoberto. Pedimos desculpa por qualquer ofensa provocada», escreveu a Sony Music em comunicado, citado pelo site Billboard.biz.

Após a morte da cantora, os discos de Whitney Houston têm sido muito procurados nas lojas e na Internet. Em Portugal, e segundo a agência Lusa, a vendas de CDs da artista norte-americana subiram 300 por cento nas lojas Fnac.

No iTunes, as colectâneas de êxitos de Whitney lideram as tabelas de nove países.
PUB
FOTOGALERIA:
Whitney Houston, as imagens inesquecíveis

Whitney Houston, as imagens inesquecíveis (Lusa) EM CIMA: Whitney Houston, as imagens inesquecíveis (Lusa)
COMENTÁRIOS

PUB
Corrupção leva polícia à FIFA

No total existem 14 mandados de captura emitidos pelo departamento de Justiça norte-americano, entre os quais se encontram nove responsáveis da FIFA que estão indiciados por suspeitas de corrupção, incluindo dois vice-presidentes. Há sete detidos, seis na Suíça e um em Miami, nos EUA. Operação de detenção foi levada a cabo pela polícia suíça, nas primeiras horas do dia, no luxuoso hotel Baur au Lac, nos Alpes, a pedido da Justiça dos EUA, que solicitou a sua extradição para que sejam julgados por corrupção. Procuradora diz que investigação envolve Mundial 2010 e eleições de 2011