Editora sobe preços de discos de Whitney Houston

Sony Music já pediu desculpa pelo «erro» cometido na loja britânica do iTunes horas após o anúncio da morte da cantora

Por: Redação / JCS    |   15 de Fevereiro de 2012 às 17:11
A editora Sony Music pediu publicamente desculpa por ter subido os preços de duas colectâneas de êxitos de Whitney Houston apenas algumas horas após o anúncio da morte da cantora, no sábado.

Durante algumas horas, na loja britânica do iTunes, «The Ultimate Collection» aumentou três libras para 7,99 libras (cerca de 9,60 euros), enquanto que «Whitney: The Greatest Hits» viu o preço subir de 7,99 libras (9,60 euros) para 9,99 libras (11,99 euros).

«Os preços dos produtos de Whitney Houston foram erradamente alterados na loja britânica do iTunes, no domingo. O erro foi prontamente corrigido assim que foi descoberto. Pedimos desculpa por qualquer ofensa provocada», escreveu a Sony Music em comunicado, citado pelo site Billboard.biz.

Após a morte da cantora, os discos de Whitney Houston têm sido muito procurados nas lojas e na Internet. Em Portugal, e segundo a agência Lusa, a vendas de CDs da artista norte-americana subiram 300 por cento nas lojas Fnac.

No iTunes, as colectâneas de êxitos de Whitney lideram as tabelas de nove países.
PUB
FOTOGALERIA:
Whitney Houston, as imagens inesquecíveis

Whitney Houston, as imagens inesquecíveis (Lusa) EM CIMA: Whitney Houston, as imagens inesquecíveis (Lusa)
COMENTÁRIOS

PUB
Em ano de eleições, Cavaco quer "compromissos" e não "crispação"

No seu último discurso como Presidente da República no 25 de Abril, disse acreditar que o país entrou numa “nova fase da vida nacional”, mas avisa que há “desafios que não se esgotam no tempo de uma legislatura”. Criticou a corrupção dos agentes políticos e avisou que "ninguém está acima da lei". Antes, ouviu críticas à esquerda, que o acusou de querer "uma democracia condicionada"