O antigo baterista da banda norte-americana The Ramones, Tommy Ramone, morreu esta sexta-feira, escreve a «NME». A notícia foi confirmada este sábado no Facebook oficial da banda.

Tommy Ramone era o último membro vivo da formação original da banda que marcou a música punk rock nos anos 70.

Segundo a «BBC News», Ramone tinha um cancro nas vias biliares e estava a fazer tratamentos.

Tommy Ramone nasceu como Erdelyi Tamas, em Budapeste, na Hungria, em 1952. Filho de um casal de judeus que sobreviveu ao Holocausto, emigrou para os Estados Unidos e foi na escola secundária que frequentou, em Nova Iorque, que conheceu Johnny Ramone, Dee Dee Ramone e Joey Ramone.

Os quatro amigos formaram os The Ramones em 1974, mas Tommy acabaria por sair da banda quatro anos depois.

Além de baterista, Tommy também co-produziu os três primeiros álbuns do grupo.

Os The Ramones acabaram em 1996, depois de algumas mudanças na formação original.

Em 2004, dos quatro membros fundadores três já tinham falecido - Johnny Ramone, Dee Dee Ramone e Joey Ramone - e Tommy era o único elemento vivo.