O tenor espanhol Plácido Domingo não terminará a sua carreira profissional com uma clássica digressão de despedida, preferindo anunciar a entrada na «reforma» com um anúncio de surpresa no final de um qualquer espectáculo.

«Um dia estarei em cima de um palco e direi: meus senhores e minhas senhoras, acabou-se!», declarou Plácido Domingo numa entrevista ao programa «Beckman» da televisão pública ARD, segundo refere a agência Lusa.

«Não me vejo a fazer uma digressão de despedida», sublinhou o tenor.

«Cada cantor de ópera deve conhecer suficientemente a sua própria voz para saber qual o momento exacto de retirar-se. Eu não quero cantar nem mais um dia em que não deva, nem um dia a menos do que possa», disse o cantor na entrevista.