O talento de David Bowie está agora registado no espaço, depois de astrónomos belgas terem nomeado uma constelação em homenagem ao artista britânico, recentemente falecido.

A homenagem faz parte do projeto "Stardust for Bowie", promovido pela rádio belga Studio Brussel.

A estação de rádio pediu ao observatório MIRA (Monterey Institute for Research in Astronomy, na Califórnia) que encontrasse a constelação, mas "não foi fácil encontrar as estrelas adequadas", segundo o astrónomo Philippe Mollet.

"Em referência aos seus vários álbuns, escolhemos sete estrelas. Sigma Librae, Spica, Alpha Virginis, Zeta Centauri, SAA 204 132, e a Beta Sigma Octantis Trianguli Australis, próximas de Marte", explicou Philippe.

"A constelação é uma cópia do icónico relâmpago de Bowie", explicou, ainda, referindo-se ao raio vermelho e azul que artista britânico pintou no rosto para a capa do álbum Alladin Sane, de 1973.

A homenagem faz sentido para esta rádio: David Bowie usou o universo como fonte de inspiração, como nas músicas Space Oddity, o seu primeiro sucesso, Starman ou Life on Mars. O artista criou ainda a personagem Ziggy Stardust, um rockeiro extraterreste.

De acordo com o observatório MIRA, a constelação foi registada na data da morte de David Bowie, dia 10.

O artista morreu aos 69 anos, depois de lutar 18 meses contra um cancro.