A exposição “O Som da Criação. Pinturas sonoras de Beezy Bailey e Brian Eno” vai ser inaugurada a 15 de março na Perve Galeria, em Lisboa, numa homenagem ao músico David Bowie, falecido em janeiro deste ano.

De acordo com a organização, a mostra, com 40 obras, foi criada para ser apresentada no Conservatório de Música de Veneza, onde esteve patente na edição do ano passado da Bienal de Veneza, e depois reorganizada para vir a Lisboa.

A mostra resulta da colaboração criativa entre o artista sul-africano Beezy Bailey e o compositor, musicólogo e artista visual Brian Eno, apresentando um conjunto de pinturas acompanhadas por músicas compostas especificamente para essas obras pelos dois autores.

"O Som da Criação" presta tributo ao cantor e compositor britânico David Bowie, com quem os dois artistas da exposição tinham uma forte relação de amizade e com quem desenvolveram uma intensa colaboração a nível plástico e a nível musical.

Nesta produção, os três curadores, Carlos Cabral Nunes, Francesca Giubilei e Luca Berta, juntamente com os artistas, propõem "uma incursão pela arte, na assimilação e introspeção reflexiva sobre o quotidiano perene de vivências crepusculares, emotivas, e inolvidáveis", segundo a galeria.

No espaço, a exposição progride de forma vertical, com as obras a serem exibidas ao longo do percurso que a arquitetura da galeria proporciona.

A inauguração desta exposição-tributo irá contar com a presença dos curadores italianos da mostra, Luca Berta e Francesca Giubilei, e, na ocasião, será realizada uma performance inédita de Beezy Bailey, com a colaboração de vários artistas portugueses.

"O Som da Criação. Pinturas sonoras de Beezy Bailey e Brian Eno” vai estar patente até 28 de maio na Galeria Perve, em Lisboa.