Sétima Legião com concertos no Porto e em Lisboa

Casa da Música e Coliseu dos Recreios recebem em Abril e Maio o regresso aos palcos da banda portuguesa

Por: Redação    |   26 de Janeiro de 2012 às 16:04
O grupo português Sétima Legião toca a 29 de Abril na Casa da Música, no Porto, e a 4 de Maio no Coliseu de Lisboa, escreve a agência Lusa.

Os dois concertos integram as comemorações do 30º aniversário da fundação da banda, que deverá dar durante este ano um total de «nove, dez espectáculos» em todo o país.

Pedro Oliveira (voz e guitarra), Rodrigo Leão (baixo e teclas) e Nuno Cruz (bateria) formaram a Sétima Legião em 1982 numa altura em que o rock português vivia um momento de expansão, com nomes como UHF e Rui Veloso.

«De há uns anos para cá tínhamos vontade de fazer alguns concertos e este pareceu-nos um bom momento», disse Rodrigo Leão à agência Lusa em Bruxelas, onde falou esta quinta-feira à imprensa sobre três concertos que dará em Fevereiro no país para apresentar o seu mais recente trabalho a solo, «A Montanha Mágica».

Sobre a perspectiva de um novo disco de originais da Sétima Legião, Rodrigo Leão garante que tal não está por ora em cima da mesa: «Nada está falado, para já são só estes concertos que estão em perspectiva», afiançou.

Em 1983, através da editora Fundação Atlântica, os Sétima Legião editam o single «Glória», com letra de Miguel Esteves Cardoso, antecipando o primeiro álbum, «A Um Deus Desconhecido», lançado no ano seguinte.

A sonoridade do grupo denunciava influências da música pop rock inglesa, em particular o ambiente de Manchester e de bandas como os Joy Divison, mas também uma forte marca da música tradicional portuguesa.

Da discografia da Sétima Legião fazem parte ainda álbuns como «Mar D'Outubro» (1987), «Auto de Fé» (1994) e «Sexto Sentido» (1999).

Este foi o último álbum de originais do grupo, com uma marca musical distinta dos discos anteriores, com mais presença de electrónica e de recolhas etnomusicais de Michel Giacometti ou Ernesto Veiga de Oliveira.



Partilhar
EM BAIXO: Sétima Legião
Sétima Legião
COMENTÁRIOS

PUB
Mostrar contas do BES à PT só com ordem do tribunal

Banco de Portugal alega «dever de segredo» para não revelar a «extensa informação» pedida pela PT SGPS sobre a supervisão do Banco Espírito Santo e diz que só por ordem judicial o poderá fazer. Empresa pretende «obter integral ressarcimento dos danos que lhe foram provocados pelo seu intermediário financeiro BES» e, por isso, ameaçou levar Banco de Portugal à Justiça