Com lotação esgotada, o festival Super Bock Super Rock - que se realiza no Parque das Nações, em Lisboa, nos dias 13, 14 e 15 de julho - terá o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP como força policial responsável pela segurança, a qual divulgou, em comunicado, um conjunto de restrições a observar nos dias do evento.

De modo a garantir a boa fluidez junto ao recinto do Festival, serão implementados alguns condicionamentos de trânsito. Para o maior conforto, aconselha-se todos os festivaleiros a dirigirem-se ao recinto cedo e a aproveitarem todas as opções de transportes públicos disponíveis", salienta o comunicado da PSP.

A polícia irá assim encerrar ao trânsito, a Rua do Bojador, "entre a FIL e o MEO Arena" e o trânsito estará também "condicionado entre a Rotunda da Lágrima (Hotel Myriad) e a Rotunda do Bojador".

Para segurança de todos, as restantes artérias adjacentes ao recinto poderão ter condicionamentos adicionais", alerta a PSP.

A polícia confirma ainda que, nesta 23ª edição do Super Bock Super Rock, "serão efetuadas revistas rigorosas à entrada (evitem levar mochilas e sacos volumosos que possam atrasar a revista), pelo que aconselhamos que cheguem o mais cedo possível (abertura de portas às 15h00)".

Além destes constrangimentos, a PSP divulga uma longa lista de materiais e atitudes que não serão permitidos no recinto do Super Bock Super Rock:

  • Armas de fogo e armas brancas;
  • Material explosivo e pirotécnico;
  • Latas, garrafas e copos de vidro;
  • Chapéu-de-chuva;
  • Capacetes;
  • Seringas e drogas;
  • Selfie sticks e hastes rígidas;
  • Mensagens xenófobas ou de apelo à violência;
  • Lancheiras, caixas e recipientes;
  • Cadeiras de qualquer tipo ou formato;
  • Correntes metálicas;
  • Malas de viagem;
  • Lanternas, lasers e flashlights;
  • Câmaras fotográficas e de vídeo profissionais;
  • Animais de estimação (exceto cães guia de invisuais);
  • Proibida a entrada de todos os materiais considerados perigosos.