Os Rolling Stones anunciaram esta terça-feira planos para realizar o seu primeiro concerto em Israel em junho, levando ativistas pró-palestinianos a apelar ao boicote àquele país, argumentando que seria como atuarem na África do Sul do apartheid.

Uma porta-voz dos ícones do rock britânicos disse que a banda tocará no Parque Hayarkon, em Telavive, a 4 de junho, no âmbito da sua próxima digressão europeia.

Por seu lado, uma porta-voz da comissão palestiniana Boicote, Despojamento e Sanções fez notar que os Stones se pronunciaram contra a segregação racial na África do Sul, mas que em Israel também se pratica o apartheid.