O rapper 50 Cent declarou bancarrota depois de ter sido condenado a pagar 4,5 milhões de euros à ex-mulher do seu rival, Lastonia Leviston, e o então namorado, que aparece num vído pornográfico comprado pelo cantor. O rapper  terá adquirido o vídeo e gravado a sua voz por cima, comentando as filmagens e colocando-as online , sem permissão.

50Cent declarou ter despensas entre os 9 milhões e 45 milhões de euros e declarou falência, preenchendo mesmo uma declaração para que lhe fosse dado o estatuto de falência e desta forma evite pagar a indemnização a que foi condenado.
 
No vídeo de 13 minutos, publicado online em 2009, não aparece apenas Lastonia Leviston com o namorado. 50 Cent terá editado as imagens e surge como narrador, usando uma peruca, personificando a famosa personagem “Pimpin’ Curly”.

Enquanto comenta o vídeo, 50 Cent insulta a mulher e o arqui-inimigo, o rapper Rick Ross, que não aparece nas imagens mas que tem um filho com Lastonia. Na altura em que o vídeo foi publicado, a rivalidade entre os dois cantores tinha-se aguçado, partilhando insultos e acusações mútuas nas letras das canções e entrevistas.

50 Cent terá conseguido as filmagens através do namorado de Lastonia Leviston. Durante o julgamento, o rapper afirmou que o autor do vídeo não o tinha colocado online, mas que não se importava que este fosse publicado. Para além disto, 50 Cent afirmou ainda que, durante a narração, quando chamou Lastonia de “estrela porno” estava apenas a brincar.

Lastonia Leviston acusou o ator por invasão de privacidade e difamação, afirmando ter sido humilhada quando o vídeo surgiu online e que “nunca faria isso de livre vontade”.

Os jurados presentes no julgamento sentenciaram o rapper ao pagamento de indemnização, no valor de 4,5 milhões de euros e ainda ponderarão durante esta semana se aplicarão sanções adicionais pela violação de direitos alheios.