A organização do Primavera Sound do Porto confirmou este sábado a continuidade do festival no Parque da Cidade, anunciando a realização da sexta edição do evento nos dias 8, 9 e 10 de junho de 2017.

Vamos voltar em 2017, para o ano dias 8, 9 e 10 de junho. Portanto contaremos com a vossa presença outra vez, vamos se calhar tentar bater mais um recorde”, disse aos jornalistas o diretor do Primavera Sound no Porto, José Barreiro, referindo-se ao facto de os três dias de festival terem “seguramente” ultrapassado as 80 mil pessoas, quando a lotação diária será de 30 mil, 25 mil das quais pagantes.

Barreiro realçou que essa é uma contabilidade da organização e que ainda há “margem de crescimento”, competindo depois a quem organiza “viabilizar um festival desta envergadura com as 30 mil pessoas”.

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, sublinhou que “acima de tudo a sustentabilidade é uma coisa fundamental”, ou seja “a ideia que se pode usar um espaço como este sem causar dano, mas causando alegria e felicidade”, lembrando a redução na geração de lixo na edição deste ano.

[É] um festival que mais uma vez bate recordes, um festival em que as pessoas estão em convívio com grandes concertos pela noite dentro como [na sexta-feira], que considero uma das melhores de sempre deste ‘bebé’ chamado Nos Primavera Sound, mas que se vem afirmando cada vez mais como uma paragem obrigatória para quem gosta de música, quem gosta de natureza e quem gosta de levar um sorriso nos lábios para casa”, disse Barreiro.

A quinta edição do Primavera Sound no Porto termina este sábado, depois de três dias de música no Parque da Cidade, com atuações de bandas como Air (22:30), Drive Like Jehu (22:00) e Unsane (00:00 de domingo), entre muitos outros.